Zumbi Essay

601 WordsMay 29, 20143 Pages
ZUMBI NO CÉREBRO Resenha por Eunice Teixeira Simas dos Santos Acerca do capítulo “O zumbi do cérebro” de James Watson, o autor discorre de maneira clara e simples, ainda exemplificada e com exemplos experimentais, sobre a questão da percepção humana e visão. Parte de uma exposição de caso onde uma pessoa do sexo feminino, por um acidente com gás, acaba ficando sem a visão (cega) e assim, mediante uma série de induções, começa estudos e experiências, descrevendo-as acerca da visão humana e de como se sente e interagem no mundo essas pessoas. Ressalta a existência da identificação do “o que” e do “onde”, num aspecto analítico das áreas do cérebro. Discorre sobre o comportamento de pessoas cegas, num contexto de visão antiga e visão nova. Tudo num sentido especulativo de tentar compreender, também, a intuição do ser humano, e principalmente, daqueles que não enxergam. O foco central da discussão, engloba também a tentativa de explicar como é a visão do mundo das pessoas desprovidas da visão. Nesse contexto, o autor diz que o primeiro passo para entender a percepção é livra-se da idéia de imagens no cérebro e começar a pensar em descrições simbólicas de objetos e acontecimento no mundo exterior. Fala que a percepção é sustentada por um julgamento do cérebro, envolvendo a interpretação de formas e figuras, cada qual sendo diferente dependendo do ponto de vista e do ângulo que se olha. Fala sobre experiência de Charles Darwin, o qual vinha propor a interpretação de formas e chegava por estas a resultados dos mais divergentes. De uma pena de pavão tirava resultados e convites dos mais diversos, dentre os quais a saber convites que excitavam o estímulo sexual. Por fim e dentro de uma forma sistêmica de interpretar a visão e a percepção, abrange a complexidade do cérebro humano e sua relação com o sistema nervoso. Fala sobre suas áreas específicas e responsabilidades
Open Document